CARICATURAS AO VIVO EM FESTAS OU EVENTOS PARTICULARES, PROMOCIONAIS OU CORPORATIVOS

CARICATURAS AO VIVO EM FESTAS OU EVENTOS PARTICULARES, PROMOCIONAIS OU CORPORATIVOS
Procedimento: Após a contratação do serviço, o cliente deve efetuar o depósito referente a 50% (agendamento) do valor acordado pelas partes, na seguinte conta: JOAO CARLOS MATIAS DO NASCIMENTO Banco: CAIXA Agência: 3825 Local: ARMAÇÃO DOS BÚZIOS/RJ Conta: 013 00006663-5 " E ENVIAR O COMPROVANTE PARA O E-MAIL: cartunistacarioca@hotmail.com O valor restante (50%) deverá ser pago em "CASH" na apresentação/entrega do serviço. Caso seja evento de CARICATURAS AO VIVO, os 50% referente à entrega do serviço deverá ser pago "NA CHEGADA CHEGADA AO EVENTO", uma vez que, por conta de experiências anteriores, alguns clientes pagavam em cheque ou pelo fato de eu ter que esperar o final do evento para receber e os contratantes excediam o tempo limite de 04hs. PARA EVENTOS EM OUTROS MUNICÍPIOS/ESTADOS: Caberá ao contratante o pagamento referente ao deslocamento, alimentação e estadia (valores inclusos nos 50% do agendamento).

terça-feira, 1 de junho de 2010

PREMIADOS ECO 2010 - BRASIL

...
Saiu o resultado do concurso ECO 2010. Na qualidade técnica e na apresentação, os três trabalhos estão excepcionais. Na contextualização, dentre os 120 selecionados para a mostra, outros trabalhos me chamaram mais a atenção. Mas gosto é pessoal e cabe a cada um analisar os trabalhos selecioandos e tirarem suas próprias conclusões.
...

Apesar de no júri constar o nome de dois cartunistas responsáveis por portais de humor, infelizmente, o número de trabalhos que concorreram em outros salões ou com idéias similares não foi menor. Ambos os cartunistas, com possibilidades de avaliar em seus portais confrades os trabalhos participantes em outros salões não o fizeram e assim, tiraram de muitos cartunistas - com trabalhos elaborados exclusivamente para este concurso - a possibilidade de, ao menos terem seus trabalhos publicados no catálogo da exposição.

...

Sugiro aos organizadores que divulguem os nomes dos membros das comissões julgadoras com antecedência, pois assim os cartunistas que pretendem concorrer, poderão decidir se participam do evento ou não.

...

Não há em mim o menor interesse em participar de qualquer evento onde eu não acredite na seriedade do profissional que irá me julgar. Quero e tenho o livre arbítrio para ser julgado não apenas pelo profissional, mas por àqueles os quais seu profissionalismo está acima de questões pessoais ou favorecimentos políticos.

Vida longa ao ECO Cartoon e parabéns aos vencedores.

5 comentários:

Dimaz Restivo disse...

Mattias

Sigo o teu pensamento.
Não bastasse a desconfiança nos setores da política que "conduzem" este país,só me resta começar a desacreditar nos salões de humor nacionais.
Ponto final....

Mattias disse...

Salve Dimaz! Obrigado pela honra do teu comentário aqui no blog e mais, a exposição da tua opinião.
Sobre o assunto, cada vez mais fica complicado... Em qualquer outra área onde haja a concorrência mediante a avaliação de jurados, a questão primordial é que haja rotatividade nas comissões para que não haja tendenciosidade. Infelizmente, aqui no Brasil, parece que há uma necessidade de que acreditemos na existência apenas dos mesmos jurados e dos mesmos premiados. Dia desses fui participar de uma comissão e um dos envolvidos virou para mim, com o trabalho do Boligán e falou: _ Esse cara é foda! Como se eu não soubesse quem é o Boligán...
"EXISTE SIM" má fé e a necessidade da manutenção de alguns nomes em muitos salões. Como se já não bastasse isso, se você não for "amiguinho" do fulano que irá te avaliar, teu trabalho sequer vai para a seleção.
Acompanho este universo e me empenho em conhecer cada vez mais. Só que, infelizmente, não tenho o menor problema em sustentar a minha opinião de que hoje, no Brasil, são raros os salões os quais há seriedade.
Por isso que faço questão de mandar meus trabalhos para os salões os quais sei quem serão os membros da comissão.
Existem pelo menos mais oito salões onde os mesmos jurados deste estarão avaliando os trabalhos.
Como deixei claro em uma postagem anterior, SER DONO DE PORTAL DE HUMOR não determina conhecimento. Até porque se assim fosse, o cartunista Mariano, responsável pelo portal Chargeonline - que aborda assuntos referentes ao desenho de humor brasileiro desde 1996 - seria Deus. Ou pelo menos estaria envolvido em todas as comissões julgadoras.
Das duas, uma:
Ou eles se cansam de fazer política, ou cansamos nós de fazermos papel de palhaços.

Abraço grande

Mônico Reis disse...

Grande Mattias,
Parabéns pelo blog. Acompanho sempre.
Dos 120 escolhidos, na minha opinião, todos são muito bons.
Acho até que alguns mereciam melhor colocação. Mas ai vai da opinião dos jurados, né.
Sobre os cartunistas não classificados, realmente tem monte de gente fera por ai que não vi na lista.
De qualquer forma estou começando agora e pretendo enviar para todos os salões possíveis. Vai que um dia dá certo, num é verdade?

Tenho uma dúvida e acho que vc pode me ajudar: Na sua opinião, qual o critério que pesa mais? Qualidade do traço? Detalhes? Inovação? Criatividade? O que choca mais ou o mais engraçado? O que um jurado geralmente leva mais em consideração para dizer se um cartum ou caricatura é melhor?

Abraço.
Monico

Mattias disse...

Salve Mônico!
Prazer em receber teu comentário.

Vamos lá...
Ao meu ver, não há hoje no Brasil, qualquer salão que utilize-se de um padrão para as análises dos trabalhos. E penso que isso seja ruim.
Em qualquer outra profissão, para que sejam feitas análises, os jurados ou avaliadores baseiam-se em critérios. No desenho de humor voltado para salões não! Cada jurado tem o seu.
Há algum tempo, muitos jurados se baseiam na proximidade com o concorrente, no prestigio que poderá ter junto àquele concorrente ou qual a contra-partida que àquele concorrente poderá dar no futuro. Se tal concorrente é amigo de fulano de tal, se fulano de tal acha tal concorrente um gênio. Como um cartunista paraense disse uma vez: _ O Chico falou isso...
Não sei se por falta de conhecimentos técnicos ou por falta de autonomia, o que mais vejo é um monte de jurados sem personalidade, que se deixam levar por meia dúzia.
Converso com muitos deles e ouço destes mesmos camaradas que sempre tem um jurado que se arvora como o "voz ativa". Se o cara mandar rolar e dar a patinha, fazem.
...
No meu entender, e os trabalhos deveriam ser avaliados como:

CARICATURA
* Contextualização
* Distorção e preservação da identidade
* Domínio técnico
* Apresentação

CARTUNS E CHARGES
* Contextualização
* Desenvolvimento
* Domínio técnico
* Apresentação

Acredito que com base nestas análises, seja possível analisar os trabalhos e pontuá-los de maneira que não haja qualquer favorecimento.
E um fator de extrema importância é não permitir ao jurado ter acesso às assinaturas dos concorrentes.
Soube, inclusive por membro da comissão julgadora, que no Salão de Humor de Volta Redonda, muitos jurados olham no verso para saber de onde são os concorrentes. É comissão julgadora de desenhos de humor ou estágio para o I.B.G.E.?
Enquanto os jurados não se preocuparem apenas com os trabalhos, será assim.
Sinceramente? Eu seria mentiroso se te apontasse quais são os critérios utilizados pelos salões de humor atualmente.
Gostei muito do resultado apresentado no MedPlan e hoje, como disse no comentário anterior, acredito em alguns companheiros de profissão. Mas uma minoria!
...
Enquanto os critérios não forem claros nos julgamentos, não poderei te responder de forma mais efetiva. Lamento!

Abraço grande!

Mônico Reis disse...

Mattias, muito obrigado, viu.
Foi direto e preciso na resposta.
Ja dei um "Ctrl+C" no texto, pra guardar...rs

Se der, da uma passada la no meu espaço, é sempre bem vindo...
http://monicoreis.blogspot.com

Abraço.
Monico